Pureza de Coração

  • Imprimir
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

“Bem-aventurados os puros de coração pois verão a Deus” (Mat 5.8)
                Pureza é uma qualidade própria do que não tem, misturada à em sua essência, nenhuma substancia estranha, sendo completamente fiel a sua origem e não tendo sido poluído de nenhuma forma.

 

Criado por Deus, puro, o homem se transformou em impuro devido ao pecado. O pecado è o elemento que tirou do homem sua qualidade de pureza, mas por meio do sacrifício de Jesus, o homem consegue, de novo, a pureza devido se tornar uma nova criatura em Cristo.

Ser puro de coração é uma condição “sine-qua-non” para se poder ver a Deus, pois somente havendo pureza do ‘intimo do coração, isto é, da alma e do espírito, é que se pode contemplar a majestosa beleza divina. Isto não seria possível ao homem devido sua condição de pecador.

          Essa pureza é conseguida exclusivamente pela ação do Espírito Santo de Deus no coração do homem, que, apos à submissão espiritual, passa a ter o desejo intimo de agradar a Deus com a intenção de seu coração e a clareza de seus atos. São, portanto, duas as fontes dessa pureza – a submissão ao Espírito Santo e a disposição de agir e pensar de forma a agradar ao Senhor - mas com um único e principal gerador desse recurso: a ação do Espírito Santo.

                Não basta ter boa intenção, boa vontade ou atitudes corretas e honestas para se ter o coração puro, é preciso, além tudo, nos tornar uma nova criatura em Cristo, cujo sangue nos purifica de todo pecado. No entanto, aquele que é nascido de novo precisa ter atitudes condizentes com sua condição de “novo ser” criado espiritualmente.

            Podemos ter atitudes corretas, honestas e justas motivados pela lei ou pela força; por obrigação, medo de punição ou do julgamento da opinião de terceiros. Ou ainda para poder ganhar algum benefício pecuniário ou político, ou para se ter boa consciência, mas nada disso nos dá a pureza de coração. Podemos ser exemplo de cidadãos simplesmente por hábito ou devido uma educação rigorosa .

               O entendimento de “coração puro” deve ser dentro dessa perspectiva: o Senhor é puro, só Ele pode purificar o ‘íntimo do homem. Um coração puro é o sentimento de amor que se pode ter em cada obra feita, cada palavra dita, cada gesto, cada olhar, cada intenção do coração, sempre movido por um combustível inesgotável que o amor de Deus em nós.

           Ao mostrarmos nosso amor aos outros, precisamos mostrar nosso íntimo; mostrar nosso coração. Único meio de vermos a Deus é o coração purificado, aberto, transparente e sem segundas intenções, sem desejar ser recompensado nem aplaudido.

           O coração puro se nutre do Espírito Santo, que o alimenta de amor para transformar em  compreensão, cooperação, colaboração e construção de um mundo de Paz, de Harmonia e de Alegria permanente. Felicidade que é de se poder ver a Deus.

        Bem-aventurado quem tem o coração puro, porque pode ver Deus.

PASTOR PAULO ROBERTO SÓRIA